27 de set de 2016

A menina que pisca sorrindo




Quando Deus percebe que estamos tentando nos manter fechados, cegos as suas mensagens ele nos manda pequenos avisos.
Recadinhos que vão aos poucos quebrando nossa rigidez, nossa muralha de isolamento.
Assim foi com um reencontro que vivi no final do ano de 2015.
Andava com a cabeça metido em resolver problemas, pensando em soluções e correndo atrás de compromissos até que uma bela tarde, Ele me enviou um destes avisos.
Caminhava eu pela rua quando, avistei uma arvore de uma espécie que havia feito parte da minha época dos bancos escolares. (Publiquei um texto a respeito do reencontro. Acesse o link se desejar conhecer mais sobre a arvore  "Uma velha amiga dos tempos de escola")
Ela trouxe junto, doces lembranças, resgatando em meu peito, sentimentos quase esquecidos.
Nem sabia porque eu havia escolhido este título, para o texto. Achei até exagerado mas, algo me dizia para manter o título do texto. Sentia que algo maior estava por vir. Porém, não sabia o que seria.
Pouco tempo depois, descobri o que Deus tinha reservado para mim.
Tinha aberto meu baú de sentimentos, que eu ha muito tempo trancara.
Me deixou pronto para um novo reencontro, ainda mais especial.
Seria mais um entre tantos que acontecem em nossas vidas, e talvez nem teria dado a devida atenção, se continuasse, com os olhos tapados pelo auto isolamento que eu havia imposto a mim.
Depois de um tempo de conversas, por meios eletrônicos, tivemos nosso momento face a face.
A conversa rolava alegre, divertida, descontraída, com tantas lembranças e revelações que surgiam, até que em certo momento... ela piscou, sorrindo!
Momento mágico!
Coisa de cinema!
Fui transportado para um mundo onde nada mais existia, além da certeza de ter reencontrado a menina dos meus sonhos.
Um reencontro com a menina que pisca sorrindo.
Não tem como explicar, aquela piscadinha com o sorriso. É único, diferente de todo sorriso que já vi na vida. O máximo que consigo descrever ainda não passa a imagem clara do que é aquele sorriso.
É algo com um punhado de meiguice, salpicado de felicidade e gotinhas de provocação.
Aquela imagem me acompanhou por décadas e eu nem acreditava que voltaria a reencontrá-la.
Minha reação foi a mesma de antes. Fiquei fascinado com o piscar, único e especial, daquela menina.
E o tempo passado? Não afetou em nada?
Sim, o tempo tornou mais belo aquele gesto.
Agora, a menina é uma mulher. Assim, ficou ainda mais belo e fascinante, depois de tantos anos, saber que ela continua tão especial.
Só este breve reencontro, já valeu toda uma vida.



Agradeço a Deus pelos seus "avisos prévios"  e pela vida repleta de belos presentes, que Ele me deu.