3 de dez de 2015

Poema de celular




A vida é poema de momentos estressantes.
(Plena) (interessantes)


Para grandes anuidades, pequenas conta a prestações são necessárias.
(Amizades) (contra prestações)


Um louco de carrinho!
(Pouco) (carinho)


Um oi pelado de manhã!
(Pela)


O degredo da vida Félix, é sanear que nada  e foi aceso.
(Segredo) (feliz) (saber) (é por) (acaso)


E, se tudo acontece contorne o que resta escroto.
(conforme) (está) escrito)


Conforme os congênitos, não peça trampo com atributos.
(Contorne) (confrontos) (perca) (tempo) (atritos)


Segue mais leque, pelado no calor dos dias comedouros
(Seja) (leve) (pelo) (amor) (vindouros)