15 de jan de 2014

Vida de tímido

Hoje a vida é bem mais fácil para os tímidos.
Da para olhar para o smartphone e fingir estar teclando algo muito importante, enquanto, na verdade está lendo a teoria da evolução das espécies de Darwin.
Antes, sim, era um sufoco.
Ou fazia cara de bobo e ficava olhando para os botões da blusa ou pegava uma garrafa e enchia a cara.
Acho que foi passando estes apuros que aprendi a prestar atenção, a apreciar os detalhes. Uma luz que pisca, um movimento de mão. Pequenos detalhes que fazem o tempo passar.