18 de dez de 2011

A real defesa


Sou o que elimina os delírios;
o que mata as utopias;
destroi as falsas esperanças e
dissolve as mentiras.

Aquele que revela ao tio que nunca ganhará na megasena, porque ela é uma farsa.
O que revela que a solução milagrosa para a dieta é uma farsa.
E conta que nunca pisamos na lua.

Aquele que explica que o dinheiro enviado para as despesas da transferência dos milhões,
nunca será reembolsado pela rica senhora inglesa.
 
Mas, não sou a verdade!
A verdade nunca ataca, nunca fere, nunca causa dor.
A verdade é a real defesa contra o mal.

A verdade arremessada com fúria, é dardo envenenado.

A verdade não acumula riquezas;
não conquistas territórios;
nem cativa pessoas.

A verdade, apenas,
preserva o que ao justo pertence.