26 de set de 2011

Brahma copaço



Experimentei a Brahma "Copaço"!


Argumento do fabricante
“O principal benefício da ‘Brahma Copaço’ é levar a experiência de beber no copo para a lata. No copo você vê a espuma, sente o cheiro, o gole é maior e mais gostoso. Agora o consumidor vai ter esta experiência completa também na lata”, disse a diretora de marketing de Brahma, Paula Lindenberg. Deu água na boca!



Considerações:
Concordo que estar com o nariz enfiado na abertura da lata, sentindo o aroma, é um ponto positivo!

O argumento do "ver a espuma", é duvidoso, poís, não creio que alguém vá ficar espiando pelo buraco.
A espuma normalmente é observada pela lateral do copo, não por cima. Além disso, a espuma de cerveja Brahma não é consistente como da espuma de um chopp ou de cervejas artesanais e rapidamente a imagem da espuma é substituida pela imagem de estar bebendo "xixi" no pinico.

Se a cervejaria planejou a distribuição desta lata, para uso "doméstico" pode ter algum sucesso, já para uso em festas, eventos ao ar livre, baladas, praias etc., vejo sérias complicações e restrições ao uso.

1) Um dos grandes argumentos, no passado, quando modificaram a forma de abertura das latas era justamente de impedir que a tampa extraida fosse jogada no meio ambiente, pois, causavam graves acidentes. (quem nunca viu alguém cortar o pé ao pisar em uma tampinha de cerveja, na praia ou na areia?). Com a nova tampa "copaço" o ferimento será maior.
E explica uma coisa! Onde vamos jogar a tampa da lata, quando estamos em um lugar evento festivo ou passeando?
A solução vai ser a cervejaria lançar a moda da "pochete" porta tampa de "copaço".



2) Em ambientes agitados, com muito empurra empurra e esbarrões, ou se você está dançando, o uso do "copaço" será tão desconfortável e arriscado quanto beber em um copo.
Probabilidade de tomar um banho de cerveja = 92,8%*



3) É verdade que a possibilidade de o consumidor cortar a boca na borda da abertura está bastante reduzida, graças a um excelente trabalho de desenvolvimento da tampa.
Olhando detalhadamente e passando o dedo na borda da abertura de uma lata de cerveja normal e na borda da "copaço" percebi que levaram muito tempo estudando uma forma de eliminar a "rebarba" que ficava na borda das latasque possuem o mesmo sistema de extração da tampa.
De qualquer modo o risco permanece, nos casos de lábios maiores, uso de lingua dentro do "copaço" (Toda forma de uso deve ser prevista, por mais estranho que pareça.) ou impacto com outra pessoa enquanto estiver com o "copaço" na boca.
Probabilidade de cortar o nariz na rebarba da lata = 77,4%*




4) A própria cervejaria, incluiu no rótulo um alerta quanto ao uso, mas... alguém já viu bebado manusear algo com cuidado?

5) Por fim, um comentário estético. A imagem da lata vermelha sobre o fundo vermelho do rótulo (Verso da lata), ficou estranha.
"Goleada" em seu duplo sentido até que foi uma "sacada" interessante!

Não sei porque, a imagem acima, me faz lembrar deste antigo rótulo de nescau!


Restrições e falhas à parte, um brinde a inovação da Brahma.



Obs.: Pouco tempo atrás a Heineken lançou (para venda somente em selecionadas casas de eventos) a sua nova lata de alumínio em formato de garrafa long neck, que apresenta ainda, outra inovação que é o uso de rótulo que brilha quando exposta à "luz negra".

Confira em nossa matéria: Rótulo neon para cerveja long neck