1 de mai de 2009

Um estudo profundo sobre a superficialidade com a qual tratamos a vida!

Ter, ser, querer, poder, comprar, obter, usar, precisar!
Palavras que ditam nossos pensamentos

"Preciso de um terno novo!"
"Preciso de um vestido lindo, para usar na festas da sociedade!"
"Meu automóvel é mais velho do que o do vizinho, preciso trocar logo!"

Somos bombardeados com ordens de consumismo.
"Compre!!"
"Você precisa desse produto!"
"Ainda não comprou o seu?"
"Vai acabar e só você não tem um!"

E eu pergunto:
Porque um homem precisa mais do que dois pares de sapatos, dois pares de tênis e dois chinelos?
Porque um ser humano precisa de mais do 7 camisas de cada estilo, sociais, pólo, esportivas, camisetas, etc?
Homem, precisa de mais do que dois relógios?
Notem que não estou sendo radical, e estou considerando que é saudável, ter por exemplo, um par de sapato marrom e um par de sapato preto, mas, ter 10 pares de sapato social preto (fora as outras cores) pode ser um exagero.
O que dizer da mulher que tem 40 bolsas diferentes e 300 pares de sapatos?
Roupas em quantidades tão grandes que não chegam a serem usadas 2x (ou sequer uma vez).
Para que acumular jóias e bijouterias, em quantidade tal que se usar tudo ao mesmo tempo, terá inventando uma nova armadura e ficará imóvel, tamanho o peso dos materiais.
Não sou imune a isso e já me peguei colecionando livros, cursos, revistas e apostilas.
Mas, acordei e já distribui no passado, boa parte dos livros, e farei nova distribuição do que ainda possuo.
Enquanto novos tempos não vem, continuamos selecionando nossos amigos, pelo que possuem e não pelo que são, pois não "pega bem" sermos vistos do lado de alguém "feio" ou com roupas horriveis!
Nem podemos frequentar o mesmo barzinho simples que nossos amigos podem frequentar, poís, "queima nosso filme" sermos vistos em lugares "fuleiros"!